Blog da Aegro sobre gestão no campo e tecnologias agrícolas

mãos em primeiro plano e juntas, segurando um monte de moedas com uma planta saindo delas. No fundo, uma paisagem verde.

Como vai funcionar o bureau verde do crédito rural e como ele pode impactar os financiamentos

- 8 de outubro de 2021

Print Friendly, PDF & Email

Bureau verde do crédito rural: entenda quais vantagens você terá se adequar sua produção a critérios sustentáveis

Você já ouviu falar sobre o bureau verde do crédito rural, anunciado em julho de 2021 pelo Banco Central? 

O bureau é baseado em diretrizes que agregarão sustentabilidade nas operações de crédito rural no Brasil.

Sua implementação permitirá que as instituições financeiras verifiquem critérios socioambientais para a concessão de crédito rural. Cabe a você ficar de olho e regularizar a sua propriedade.

Quer entender mais sobre a importância e sobre o funcionamento do bureau verde? Confira!

O que é o bureau verde do crédito rural

O bureau verde do crédito rural é uma regulamentação criada pelo Banco Central, com previsão de implementação em 2022

Sua criação foi motivada pela necessidade global de adequação do crédito rural às questões socioambientais

Também houve cobrança dos investidores estrangeiros para que o Brasil dê maior atenção a elas.

No bureau verde, o Banco Central ligará operações com características sustentáveis a tecnologia de georreferenciamento. Assim, a concessão de crédito a quem não segue critérios sustentáveis será dificultada.

Se você adequar sua produção à sustentabilidade, poderá receber vantagens.

O Banco Central não está criando normas, mas consolidando o que já está previsto em lei: uniformizando e democratizando as informações.

Essa iniciativa será um importante centro de gerenciamento de risco de crédito e incentivo a práticas sustentáveis. 

Como vai funcionar o bureau verde?

O bureau verde irá integrar sete bases de dados do governo:

  • SFB (Serviço Florestal Brasileiro):  disponibilizará informações sobre Reserva Legal, Área de Preservação Permanente, Reserva Particular do Patrimônio Natural e número do CAR (Cadastro Ambiental Rural);
  • ANA (Agência Nacional de Águas): disponibilizará informações sobre outorga da Água;
  • MMA, Ibama e ICMBio: disponibilizarão informações sobre Unidades de Conservação, áreas embargadas, entre outras;
  • Funai: disponibilizará informações sobre terras indígenas;
  • Incra: disponibilizará informações sobre áreas de reforma agrária e terras quilombolas.

Essa integração de dados irá checar se a área a ser financiada segue critérios sustentáveis aplicáveis na concessão do crédito.

Após essa análise dos dados, a área poderá se enquadrar em uma das três classificações do bureau verde.

1. Áreas que não poderão receber crédito por impedimentos legais

Alguns desses impedimentos legais são:

  • localização em terras indígenas;
  • localização em terras quilombolas;
  • localização em unidades de conservação;
  • ausência de coordenada geodésica;
  • ausência de Cadastro Ambiental Rural.

2. Áreas que poderão receber crédito, mas apresentam risco socioambiental

  • áreas embargadas pelo Ibama ou ICMBio;
  • áreas localizadas em APP (Área de Preservação Permanente) e Reserva Legal;
  • áreas que usam trabalho infantil ou escravo.

3. Áreas que poderão receber crédito, classificadas como de operação sustentável 

Essas informações poderão ser disponibilizadas mediante autorização do produtor para consulta pública. As informações seguirão os princípios do open banking.

Se você autorizar o compartilhamento de seus dados, poderá receber ofertas de crédito mais atrativas e voltadas para empreendimentos sustentáveis. Isso acontece devido à competição entre as instituições financeiras.

No sistema open banking, suas informações poderão ser consultadas por diferentes instituições financeiras.

Além disso, o crédito rural verde será incentivado. A consequência é uma maior preservação ambiental, através de uma produção mais sustentável.

Ilustração que mostra a mão de um homem de terno, entrelaçada em uma outra mão, "feita de tronco de árvore". A imagem representa união entre homem e natureza.

(Fonte: Envolverde)

Importância do bureau verde do crédito rural

O crédito rural será mais difundido e fluido através da uniformização e democratização de informações com o bureau verde.

A consolidação das informações impedirá a concessão de crédito para produtores com irregularidades graves em suas propriedades.

O bureau verde foi criado para aprimorar as diretrizes da Política de Responsabilidade Socioambiental, já praticada pelas instituições financeiras.

Ou seja, ele servirá como um parâmetro nacional de padronização de informações.

Sua importância está em minimizar riscos de crédito. Além disso, ele também irá padronizar os critérios de análise de crédito nas instituições financeiras.

Para minimizar os riscos, as instituições financeiras terão maior segurança na concessão de crédito rural.

A adequação aos critérios socioambientais é uma ferramenta para o manejo de risco de crédito. Também é um pontapé para adequação das operações ao bureau.

Quem pode usá-lo

O bureau verde poderá ser utilizado por produtores rurais que estiverem em dia com as obrigações legais e com a sustentabilidade.

Quanto antes você regularizar sua propriedade, maiores serão suas chances de:

  • acesso ao crédito rural;
  • liberação de linhas de créditos mais atrativas e voltadas para empreendimentos sustentáveis;
  • maior rapidez na certificação de práticas sustentáveis;
  • maior possibilidade de emissão de títulos verdes.

Se você se adequar aos critérios, poderá se beneficiar do aumento previsto de 20% dos recursos. Eles serão destinados às operações de crédito sustentáveis.

O não cumprimento dos requisitos impostos dificultará seu acesso ao crédito rural.

Conclusão

O bureau verde do crédito rural dará maior segurança a quem concede o crédito. Ele reforçará  a importância da regularização da sua propriedade rural.

As instituições financeiras poderão verificar critérios socioambientais para a concessão de financiamentos. Essas instituições podem não conceder crédito para produtores com irregularidades graves na propriedade rural.

Ou seja, o produtor que não regularizar sua propriedade terá dificuldade de acesso ao crédito rural.

Regularize sua propriedade para ter acesso a linhas de créditos mais atrativas e voltadas para empreendimentos sustentáveis.

>> Leia mais:

Elaboração de projetos de crédito rural: entenda pra que serve e como fazer

Saiba tudo sobre o Plano Safra 2021/22 e sua importância para o planejamento

Você tem utilizado ou pensa em utilizar critérios sustentáveis de produção? Pensa em adequar sua propriedade aos critérios impostos pelo bureau verde do crédito rural? Adoraria ler seu comentário abaixo! 

Comentários

  1. Derli disse:

    Bom dia. Sim gostaria de me enquadrar neste programa. Como faço?

  2. Geni Maria da Silva Ivers disse:

    Boa noite!
    Sim,gostaria

  3. Cláudio Ferreira da Silva disse:

    As tendências da liberação desses subsídios de créditos rurais realizada pelo governo Federal são essas, principalmente para aqueles agropecuaristas que adotar essas práticas sustentáveis nas suas propriedades rurais e que com o uso dessas tecnologias deverá receber em contrapartida outros incentivos pelo governo.

  4. Sim, estou interessado em trabalhar com o plantio de café e preciso saber mais e me enquadrar em todos os critérios necessários a uma lavoura sustentável.

  5. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

    Olá, Derli
    Sou da comunicação da Aegro.
    O Bureau Verde é um projeto para entrar em vigor em 2022 e vai funcionar no momento da solicitação do crédito rural.
    Agradecemos por nos acompanhar,
    Abraço! 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Banner de teste grátis do Aegro na cor verde com uma imagem no meio de uma máquina trabalhando no campo